fbpx
Outubro 15, 2021

Canal Balneário

Histórias do desporto na primeira pessoa, do futebol ao berlinde, do nacional ao distrital

A Praga: Nova Paragem dos Campeonatos

3 min read
A Praga: Nova Paragem dos Campeonatos

A Praga: Nova Paragem dos Campeonatos

Algures em Março/Abril fizemos no nosso Facebook um primeiro livestream sobre a paragem dos campeonatos fruto de uma pandemia que surgira em Novembro na China e que com o passar dos meses se alastrou agressivamente ao resto do globo.

Na altura, acreditávamos todos secretamente que por esta altura estaríamos todos a ver os nossos desportos favoritos ao vivo. Eu acreditava que o Canal Balneário estaria lá para documentar. E achávamos até que os nossos filhos, primos, sobrinhos, netos e afins estariam a treinar normalmente nos escalões de formação. Que ingénuos…

O tempo passou. A época 19/20 ficou por reatar em quase todos os desportos e a verdade desportiva ficou ferida. No entanto, a época 20/21 começou aos soluços e só para os séniores. A formação ia ter que esperar por dias melhores… Nunca vieram. Pelo contrário, a matemática da pandemia foi fazendo crescer os contágios e as mortes. Os jogos foram adiados. O público voltou em pequeno número para pouco depois ser proibido novamente… E nós chegamos onde não queríamos: nova paragem dos campeonatos no horizonte.

Á data de escrita deste artigo, e em virtude da renovação do Estado de Emergência, já foram decretadas oficialmente várias paragens competitivas e os rumores de outras vão-se adensando. No distrito que é a nossa sede, Aveiro, a paragem dos campeonatos distritais de futebol e futsal foi anunciada pela A.F.A. já no Domingo à noite, apanhando de surpresa adeptos, jogadores e até os clubes.

Mas sejamos honestos: teremos sido realmente apanhados de surpresa? O rigor dos números, as infeções que iam atingindo as equipas e os adiamentos que provocavam não nos iam já preparando para isto e nós, cegos pelo amor à bola a rolar, íamos fingindo que não percebíamos?

Honestamente enquanto adepto, custa-me, mas percebo. O artigo que escrevo aqui nem se atreve sequer a questionar a pertinência da paragem ou até as suas razões médicas ou epidemiológicas. Não estudei para isso. Mas tenho de questionar a lógica.

Uma rápida olhadela ao mapa dos concelhos mais afetados mostra que nas zonas de Porto e Aveiro o vermelho predomina. Logo, estes serão os concelhos com restrições mais fortes e com mais urgência em parar a cadeia de contágio. Até aqui, tudo OK, percebo a paragem dos campeonatos distritais.

Mas então e os nacionais? Equipas do mesmo distrito não podem circular, mas para ir a distritos diferentes já podem? Portanto é perigoso o Fiães receber os vizinhos de Lamas, mas o SJ Ver pode receber o Castro Daire? Onde fica a coerência?

A régua moral que me impede de me pronunciar sobre decisões médicas é a mesma que me impede de me pronunciar sobre decisões políticas. Mas se estas últimas forem coerentes serão sempre mais bem aceites. Caso contrário, como aqui acontece, vai parecer sempre que há uns mais importantes que outros. Que há uns mais infeciosos do que outros, se me permitem o exagero.

Independentemente de tudo, é inegável que começa a pairar sobre nós o fantasma da paralisação geral das competições. Para já, uns pararam até dia 7, outros até Janeiro… E nós, adeptos, ficamos todos em suspenso para ver no que dá.

Até lá, fiquem seguros.

Fiquem Seguros
Foto de Polina Zimmerman no Pexe
Facebook Comments

error

Subscreva as nossas plataformas sociais