fbpx
Janeiro 20, 2022

Canal Balneário

Histórias do desporto na primeira pessoa, do futebol ao berlinde, do nacional ao distrital

Lobos viram resultado e vencem Espanha no Jamor.

3 min read
lobos espanha

O jogo começou mal para os Lobos que cedo se viram a perder, com menos um jogador e encostados “às cordas”. Mas o jogo tem duas partes de 40 minutos e Portugal conseguiu dar a volta a esse mau início e vencer os Leões esta tarde por 43-28 alcançando a primeira vitória no Rugby Europe Championship.

Esta foi a terceira jornada desta competição que conta para a decisão do apuramento do Mundial de 2023 em França. Nas jornadas anteriores os Portugueses haviam perdido com a Geórgia, principal candidata à vitória deste grupo, por 16-29. Mais recentemente os Lobos deixaram escapar uma vitória contra a Roménia na última jogada e acabaram vencidos por 27-28. Com estes resultados e com a Espanha também com duas derrotas, este jogo era quase de vida ou morte para os intervenientes. O último classificado no grupo desce e fica assim fora da discussão do acesso ao Mundial 2023.

Mas finalmente o momento da vitória portuguesa chegou. No Centro de Alto Rendimento, no Jamor, Portugal saiu para o intervalo a perder por 14-21.

Como já foi referido Portugal entrou mal e tal como nos jogos anteriores o pack avançado português mostrou-se incapaz de parar o pack adversário e os mauls perdiam-se um atrás do outro. Foi assim que a Espanha chegou aos 2 primeiros ensaios. Também com amarelos mostrados a jogadores portugueses que lhes subtraiu duas unidades por alguns momentos, Portugal parecia condenado a sofrer nessa primeira parte.

Porém o jogo virou. Os portugueses simplificaram o raciocínio e se a luta entre avançados era quase sempre perdida, então a solução passou por fugir a esse duelo e procurar solução nos três quartos e tentar ganhar terreno. Foi assim que os Lobos entraram em crescendo e fizeram o primeiro ensaio aos 28 minutos por Rafael Simões. Ainda assim, os Leões voltariam a repor a diferença em 14 pontos com mais um ensaio.

Não obstante disso, Portugal estava por cima. Nuno Sousa Guedes, que já havia dado um claro sinal positivo em outras jogadas anteriores, repetiu um dos seus slaloms e “assistiu” Jerónimo Portela para o ensaio mesmo ao cair do pano da primeira parte.

Mas a reviravolta acabaria por chegar e a vitória contundente por 15 pontos de diferença foi bem alcançada. Começou a formar-se logo nos primeiros 10 minutos do segundo tempo. Aos 46 minutos Rodrigo Marta faz mais um ensaio que empata o jogo e pouco depois Perrin foi expulso por placagem perigosa a Jerónimo Portela. Portugal estava assim com o jogo na mão e via aberto para um bom resultado, finalmente.

Aos 54, Samuel Marques, mais uma vez fantástico, assistiu Raffaele Storti para o 28-21 e os espanhóis acabariam por ainda ver mais um amarelo que lhes subtraiu mais um jogador ao elenco durante 10 minutos. Esse amarelo rendeu uma penalidade bem executada por Samuel Marques fixando o resultado em 31-21. O mesmo Samuel Marques acabaria por fazer também o seu ensaio subindo o placard para 38-21.

Os espanhóis acabariam por reduzir para 38-28 com mais um ensaio, mas Francisco Fernandes, pilar, “misturou-se” nos três-quartos de onde surgiu para fechar o resultado no minuto final em 43-28.

A última vitória em casa sobre a Espanha remontava a 10 de março de 2012 em Coimbra.

O próximo jogo dos Lobos será apenas em julho contra Bélgica ou Países Baixos que irão entretanto discutir entre si o apuramento para este grupo.

Para acompanhar tudo do canal balneário SUBSCREVA também o nosso canal YouTube onde publicamos conteúdos exclusivos e complementares aos do site!

Contamos consigo!

Facebook Comments

error

Subscreva as nossas plataformas sociais