fbpx
Maio 18, 2022

Canal Balneário

Histórias do desporto na primeira pessoa, do futebol ao berlinde, do nacional ao distrital

Oliveirense mais feliz!

3 min read
oliveirense

Para o dérbi desta tarde, o São Pedro permitiu que o encontro fosse jogado debaixo de tempo primaveril.

Os adeptos foram entrando a conta gotas, mas muito longe de outros tempos.

Entrou melhor a Oliveirense, com chegadas mais próximas da área Sanjoanense. Mas com o andar do encontro a Sanjoanense foi equilibrando.

Primeiro lance de perigo foi aos 11’, pedro pinho recebe a bola na lateral esquerda e após tirar dois adversários da frente serviu Ruben Alves, que na entrada da área rematou ao poste.

Aos 25’ golo da Oliveirense, após a conversão de dois de cantos, a defensiva da Sanjoanense a ser muito lenta a tirar a bola. A Oliveirense após mais uma insistência, remate/cruzamento, no meio de tanta confusão Luisinho conseguiu abrir o marcador.

Aos 27’ Pedro Marques foi expulso por duplo amarelo. O atleta da Oliveirense recebeu ordem de expulsão depois de duas faltas aos 19’ e 27’.

A Sanjoanense respondeu aos 32’ por Vítor Braga. Na conversão de um livre à entrada da área, num remata bem colocado, obrigou nuno silva a uma grande intervenção.

Aos 36’ Pedro Pinho mais uma vez a receber a bola na linha lateral e fletir para o interior do campo e de seguida com remate forte e mais uma vez Nuno Silva a brilhar com grande defesa.

Mesmo antes do descanso a sanjoanense chega ao golo. Mais uma vez pelo lado esquerdo Ká a cruzar e simão numa abordagem infeliz a colocar justiça no marcador.

Para a segunda metade, a Oliveirense não podia ter melhor entrada. Aldair dentro da área ao tentar tirar a bola acerta em Luisinho, grande penalidade assinalada por Humberto Teixeira. O homem que sofreu a falta foi o mesmo que deu a vantagem aos forasteiros.

Aos 56’ Tiago Coutinho alterou mosaico e fez entrar Didi e Bruninho para as saídas de Vítor Braga e Pedro Pinho.

Fábio pereira colocou Luisinho em campo e retirou Tiago Duque aos 63’.

Tiago Coutinho aos 69’ promove novamente duas alterações, entraram Osman e Lucão para a saída de Danrlei e Jordão.

A Sanjoanense carregou mais mesmo com as alterações e só a espaços a Oliveirense conseguia transições perigosas.

Aos 80’ a Oliveirense volta a mexer, saídas de Vasco Gadelho e Michel e entradas de Filipe Alves e Marcelo Marques.

E do lado da Sanjoanense entrou A. Paço para a saída de Ká.

Já em cima do minuto noventa, a última alteração para os forasteiros entra  João Marcelo e sai Duarte Duarte.

 Foi um excelente encontro, num dérbi com quase cem anos de história. A Oliveirense foi mais feliz e mais eficaz. Pareceu que os comandados de Fábio Pereira foram experientes perante as adversidades.

Boa massa humana, cerca de mil pessoas que devem ter dado por bem empregue o tempo disponibilizado.

A Sanjoanense alinhou com: Fábio Matos, Aldair, Edgar ©, Danrlei, Ká, Jorge Pereira, Ruben Alves, Vítor Braga, Pedro Pinho, Jordão e Rui Pedro.

A Oliveirense alinhou com: Nuno Silva, Gonçalo Pimenta, Simão, Vasco Gadelho, Luizinho, Filipe Marques, Tiago Duque ©, Duarte Duarte, Raniel, Michel, e Vítor Rocha.

 O árbitro do encontro foi Humberto Teixeira auxiliado por Vasco Sousa e João Martins, quarto árbitro Flávio Jesus.

Oliveirense é o adversário do SL Benfica

Oliveirense e CAB Madeira disputam última vaga nas “meias”

SEF: 250 atletas estrangeiros vítimas do próprio sonho.

Contas encerradas na segunda distrital. Relâmpago e Aguinense discutem título.

Facebook Comments

error

Subscreva as nossas plataformas sociais